quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Ondas cerebrais, descubra onde você anda " surfando"

Sabemos que uma forma de energia tem um importante papel no nosso corpo: A "Bioeletricidade". Através dela o cérebro se comunica com o corpo e seus órgãos, emitindo sinais que são enviados para nossas fibras nervosas que acionam todos os processos biológicos, sem excessão. A Bioeletricidade está sendo estuda com muito interesse por neurofisiologistas e por físicos, pois pesquisas demonstram que a capacidade bioelétrica do corpo pode ser "ilimitada".

As ondas cerebrais estão relacionadas a diversos estados de consciência. O mais interessante é que a falta dessas ondas, mais do que a sensação da pulsação cardíaca, indica morte clínica.

Podem ser colocadas em grupos de acordo com uma faixa de frequência que está diretamente relacionada com o estado de espírito da pessoa. São elas...

Gamma (30 + Hz). Excitação, estado emocional elevado.

Beta (13Hz-30Hz). É o estado de consciência normal, acordado. Quando você está trabalhando, dirigindo, falando, etc... você está em Beta. Uma alta atividade de frequência Beta às vezes está associada com ansiedade, pânico e estresse.

Alfa (8Hz-12.9 Hz). É o estado de relaxamento leve (mente calma e focada). O estado alfa é chamado de estado de super aprendizado, porque o cérebro parece estar mais receptivo e aberto as novas informações. As pessoas que meditam, fazem isso no estado Alfa.

Theta (4Hz-7.9 Hz). É o estado de relaxamento profundo. Sonhos e meditações profundas estão frequentemente associados com o estado Theta.

Delta (0,5Hz-3.9 Hz). O estado mais lento das ondas cerebrais. Pesquisas revelam que manter a consciência em estado Delta pode abrir o caminho para o subconsciente.

Ondas cerebrais saudáveis geram estados de consciência adequados, com fluxo de informação sem bloqueios entre a mente consciente (ou pensante) e o estado de relaxamento profundo, que também pode ser visto como um estado meditativo, de paz, silêncio e reflexão.

Nossa mente é supostamente livre, lúcida e criativa, mas estamos viciosamente interferindo na sua saúde com pensamentos egoístas, excesso de informação e especialmente o medo. Ato contínuo, usamos a energia mental na superfície; raramente ela está disponível para criar de forma livre, profunda e original.

-Conhecimento milenar de nossos ancestrais

Michael Winkelman, um neurocientista no estado do Arizona descobriu que os Shamãns usavam "técnicas" rítmicas para desprogramar alguns padrões de pensamentos, reconectando o tronco cerebral com o neocórtex cerebral. Estudos, inclusive, indicam que esta área do cérebro está associada com o estado subconsciente.
Parece que as vibrações das ondas cerebrais podem ser melhor balanceadas quando usamos todo nosso corpo com ritmo, quando nos movemos com graça e consciência. Nossos ancestrais sabiam dessa verdade quando enfatizavam a dança como um rito sagrado, onde o movimento representava a vida...pois vida é movimento harmônico e criador.

-Saúde Integral

As Práticas de Vida Integral(PVI) viabilizam o equilíbrio entre o consciente e o "interno" através do treinamento das ondas cerebrais em combinação com uma série de exercícios para os corpos físico, vital e psíquico(emocional-mental). Uma vez praticados com ritmo e disciplina esses exercícios produzem nítidas melhoras no aparelho cardiovascular, no sistema nervoso e na memória, sem falar nos ganhos psíquicos(bom humor e enraizamento, abertura e vida afetiva saudável).

Em síntese, o trabalho com as ondas cerebrais irá afetar de forma sinérgica a saúde como um todo para um estado mais amplo de bem estar. Dentre os inúmeros benefícios, destacamos:

1-Mensagens de bem estar;


2-Agradecimento pelo funcionamento das nossas células;


3-Corpo saudável sem esforços contrários ao seu ritmo;


4-Alegria para nossos órgãos;


5-Ações que geram a liberação de endorfinas;


6-Aumento do poder criativo;


7-Menor impacto do ambiente sobre nossa saúde psíquica;

Posted via email from ayuszen

sábado, 6 de fevereiro de 2010

Desconecte-se

Num mundo tão corrido, precisamos desacelerar todos os dias, para não fundirmos o “motor”.

Isto é possível com a prática do silêncio, reservando um tempo para apensas ficarmos sozinhos.

Outra possibilidade é adentrarmos em nosso interior, e buscar “ondas” cerebrais tranqüilas através da meditação, que é explorarmos a paz interior ou ficarmos dentro do nada.

Uma outra ação, é nos conectarmos à natureza, indo de encontro às matas, riachos, andar com os pés descalços, contemplar a natureza, ouvirmos as ondas nas praias.

A oração mistura o silêncio, e a meditação, também auxiliando a encontrarmos o nosso endereço IP e “gateway” da serenidade/paz, que nos leva ao encontro da nossa divindade interior, que nos conecta à natureza universal.

Como suporte a todas estas técnicas, retirei um trecho do Blog do Pierre Schürmann, que ensina a “visualizar” a respiração:

a)     Sente numa cadeira com a coluna reta e as palmas dos pés no chão. Coloque uma mão no seu peito e outra na barriga para que possa acompanhar o movimento do ar.

b)     Exale pela boca e esvazie seu pulmão totalmente.

c)      Inspire pelo nariz. Comece pela parte de baixo do pulmão e sinta a barriga encher e o ar subir até seu peito. Idealmente conte até três ou cinco, dependendo de seu fôlego.

d)     Exale pela boca, contando até três ou cinco. 

Se puder, faça isso no mínimo dez vezes.  E se conseguir fechar os olhos, ajuda. Essa técnica é simples, mas funciona. Acredite, já fiz isso até a caminho de reuniões com bons resultados. Sei que a adrenalina do dia a dia é o que move muitos de nós. Mas tenho certeza de que você vai descobrir que, à medida que “se desconecta” do mundo e se conecta a sim mesmo, conseguirá ser uma pessoa muito mais produtiva, plena e feliz!

Tudo isso trará momentos de serenidade e tranqüilidade, ativando e multiplicando a energia para enfrentarmos o dia a dia, com muito mais paz e acertos globais em nossos pensamentos, e consequentemente, em nossas atitudes e decisões.

Posted via email from ayuszen